You are currently viewing Como a Recuperação Tributária pode ajudar empresas na retomada

Como a Recuperação Tributária pode ajudar empresas na retomada

Ainda é cedo para falar se a flexibilização da quarentena para os comércios é permanente. Contudo, o fato de não termos os próximos passos definidos, não impede que empresas planejem a retomada agora. A questão aqui não é apenas alertar a todos sobre os cuidados sanitários que adotaremos. Essas medidas são indiscutíveis. Certamente, me refiro a forma como o profissional de Recuperação Tributária pode guiar um negócio no atual cenário.

Decerto que, após meses com as portas fechadas e faturamentos reduzidos muitas vezes a zero, o consultor tributário precisa ser mais do que efetivo nos planejamentos que propõe. Ele deve unir perfeitamente o conhecimento do negócio com as possibilidades existentes no mercado. Para que isso aconteça, é essencial que compreenda o ‘novo normal’ e antecipe algumas ideias.

A nova economia e seu contexto

O novo mundo está repleto de desafios. Um dos principais deles é a ‘economia de baixo contato’. Este termo foi utilizado por uma consultoria americana para descrever o comportamento do consumidor nos próximos meses. Se deseja prosperar na Recuperação Tributária, precisa entender do que estou falando.

Trata-se da movimentação do mercado que cresce a partir de novos hábitos adquiridos em consequência a pandemia do novo coronavírus. A princípio, o fato de vendas em e-commerces, softwares e outros serviços terem crescido tanto nessa quarentena, mostra que esse fenômeno já começou. Isso mostra que nos encaminhamos cada dia mais para um mundo parte digital e parte físico.

Leia também: Como a Recuperação Tributária contribui para a sociedade na pandemia.

Qual o papel da Recuperação Tributária nesse cenário?

Você deve estar se perguntando: ‘Como isso influencia a Recuperação Tributária?’. Com tantas mudanças no cenário, e ainda que o Brasil é um dos países mais burocráticos do mundo, a ciência contábil nunca foi tão necessária. Aquisições de novas ferramentas, mudanças na forma de vender, surgimento de novos insumos. Tudo isso gera novas oportunidades de recuperação de crédito tributário para trabalharmos.

Não vamos esquecer das diversas medidas provisórias e ações do próprio governo para minimizar os impactos na quarentena. É seu trabalho, como profissional de Recuperação Tributária, estar antenado com os últimos acontecimentos e sugerir novas abordagens com frequência.

Créditos de PIS/Cofins?

Quero aproveitar o momento para trazer uma discussão bastante relevante para este contexto. A gestão da crise sanitária foi atribuída a avaliação e discernimento de governadores e prefeitos. Isso significa que, ao passo que uma empresa desenha seu próprio plano de ação, ela precisa levar em consideração os projetos de retomada traçados pelos órgãos citados acima.

Veja quantas medidas já foram estabelecidas nas últimas semanas. Agora, reflita sobre todas as ações que uma empresa terá que realizar para garantir seu pleno funcionamento, bem como a integridade de todos os colaboradores e clientes.

A questão é que investimentos, com o fim de adequar um negócio dentro das exigências impostas pelos municípios, podem ser classificados como custos essenciais para retomada da atividade econômica. E sabe o que isso significa? Que, neste caso, as despesas devem gerar créditos de PIS e Cofins – segundo o que a legislação determina para o tributo.

Afinal, ainda tem dúvida a respeito da essencialidade da Recuperação Tributária na pandemia? Eu e você sabemos o quanto esse trabalho pode ser complexo e apaixonante. Agora, chegou a nossa hora de disseminar esses ensinamentos para a classe empreendedora brasileira.

Quais oportunidades você já identificou no mercado? Fique ligado no blog. Toda semana, informações em primeira mão sobre um oportunidades de crédito tributário para ajudá-lo a colocar dinheiro no bolso do seu cliente. Aproveite para tirar suas dúvidas nos comentários!

Este post tem 2 comentários

  1. Paulo Edemilson

    Ainda me ainto inseguro quanto a atacar o .mercado com teses de recuperação tributária

Deixe um comentário